sábado, 12 de junho de 2021

ARRANHA-CÉU – SYLVIO CALDAS

ARRANHA-CÉU – SYLVIO CALDAS

Compositor: Silvio Caldas/Orestes Barbosa 


Cansei de esperar por ela

Toda noite na janela

Vendo a cidade a luzir


Nestes delírios nervosos

Dos anúncios luminosos

Que são a vida a mentir


E cada vez que subia

O elevador não trazia

Essa mulher, maldição


E quando lento

Gemia o elevador que descia

subia o meu coração


Cansei de olhar as reclames

E disse ao peito não ames

Que o teu amor não te quer


Descansa, fecha a vidraça

Esquece aquela desgraça

Esquece aquela mulher


Deitei-me! então sobre o peito

Vieste em sonho ao meu leito

E eu acordei... que aflição!


Pensando que te abraçava

Alucinado apertava

Eu mesmo o meu coração


Nenhum comentário:

Postar um comentário