quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Saudades de Conservatória

Saudades de Conservatória Cidade da Seresta

A mim só cabe esperar, apesar de toda dor que sinto, uma dor aguda que me trás a saudade de Conservatória.

Saudade

Me encontro em noites silenciosas,

vagueio solitário pela minha cidade tentando encontrar o que perdi,

tropeço em pequenos fragmentos deixados para trás,

Que nem sei mais como são.

sem sons, sem cheiro, sem forma, sem nada.

Somente sinto o cheiro da borra na xícara de café no único bar que encontro aberto.

Mais adiante apenas encontro algumas palavras que chegam devagar e crescem em meio a escuridão.

Quisera saber clamar, ter a fluidez e a calma dos poetas de minha terra,

só assim teria sabedoria para organizar todas essas palavras em versos.

Victor S. Gomez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curso Online de casa de Máquinas e Piscina